K2 RANCH à NIPIKA
72.2k um percurso bem técnico, com single tracks e como eles falam aqui com muito “hike a bike” o nosso push bike. Ficamos no checkpoint 3, o dia foi divertidíssimo, um italiano que está fazendo apoio para uma equipe se incluiu no grupo e ajudou a nossa turma do checkpoint 3, tudo isso com muita musica e muita dança, os ciclistas ficavam muito felizes ao ver a bagunça que aguardava por eles…rs saímos até no vídeo da noite fazendo a coreografia do CP…fala sério até tempo para inventar a coreografia a gente tem! No checkpoint 3 estão; Rafa, eu e um eslovaco… que a gente já conhecia do ano passado. Quando o Carlos chegou no no CP a primeira pergunta que ele fez, foi; “Vocês viram o Lucas por ai?” Pois é meus caros amigos e seguidores bikers; essa prova pode ser mais curta que o Cape Epic, mas pelo que pude perceber ela é mais técnica, mais single tracks e muito mais travada! Segundo ele para virar Chauas só estava faltando a chuva, ai Meu Deus!
As meninas todas (Ju e a dupla Brasil-Colombia) pararam a prova ficaram no CP2 porque tinha um carrega bike insano morro acima, aqueles do tipo que não tem mesmo como empurrar a bike, só colocando nas costas mesmo) Prova dura!