No meu calendário de provas, mais lotado que a agenda da Madonna, tentei encontrar tempo para treinar para o desafio do Pateta 2011 (a meia maratona no sábado e maratona no domingo) como eu tinha combinado com alguns amigos que faria.
Eu ia entrar nessa, até conversar com o Caco que me disse que eu teria que dedicar ao menos quatro meses para a competicão.
Ai de volta ao dilema; tantas provas e tão pouco tempo, e minhas escolhas foram feitas. Vamos encarar uma prova grande de mountain bike (Transrockies – 7 dias em agosto) e provavelmente alguma grande de aventura, fora as pequenas que vem pelo caminho; Haka, Camp e Troféu.
Já que tenho a medalha do Mickey da maratona de 2010, vamos ao Pato Donald que uma “meia” não faz mal à ninguém. O Pateta que me desculpe, mas ele vai ter que esperar.