Depois da parada do mc Donals, tudo parecia estar controlado; a viagem corria bem, e imaginávamos que mesmo pedalando a noite, estaríamos no nosso destino antes da largada do “Dolomitten mann” a prova da Redbull que eu tanto queria ver.

Começamos a subir, já era escuro, mas se via o contorno das montanhas. Até ai, tudo sob ok, quando…à meia noite fomos surpreendidos por uma placa que mudaria a nossa noite “33km de subida!” “O que!” e foi mesmo, estávamos no meio da cordilheira dos Alpes não tinha escapatória, o caminho era sempre para cima!

Isso nos custou um esforço para subir 1800 mts de desnível (detalhe apenas nesse trecho!!), saímos do 700 e chegamos no 2500 mts, 5 horas de uma subida interminável, atingimos o céu, as estrelas e os picos nevados! Picos nevados!

Depois de muitas horas de pedal, quase lá em cima, eu já estava no meu limite.
“João! vamos parar por favor!”
Parte de mim ainda queria continuar, mas até ali plenas 4.30 hs da manhã, já tinham sido percorridos quase 120 km, eu estava no limite fisico, já passando muito frio. O duro foi arrumar aonde acampar, se acampássemos ali, morreríamos de frio.

Várias tentativas! Enfim achamos uma casinha que havia sido transformada num mini museo. Não tivémos duvida, colchonetes e sleepings e pronto! Pronto nada, o frio tava brabo, acordamos 3 horinhas depois congelando. Já tinha amanhecido o dia e seguimos.
O percurso final até Lienz não foi nada tranquilo, mesmo com grande parte de descidas, as perninhas ainda reclamavam dos 30 e tantos km escalados algumas horas atrás.

Depois de 180 km pedalados, quase 20 horas da saída do aeroporto de Salzburg, chegamos à Lienz, já no final da prova da redbull!
Mas isso, depois de toda essa aventura era o que menos tinha importancia!