Você já reparou muitas vezes quando vai embarcar com uma bike o funcionário do check in não sabe muito bem o que fazer?

Cada companhia aérea tem uma regra, e cada destino também. O Brasil é o país mais privilegiado do mundo, nos vôos internacionais além de podermos carregar alguns quilinhos a mais, algumas cias aéreas que não cobram o transporte da bike.

Em vôos internos pela Europa é preciso ligar antes e reservar espaço para a bicicleta. Se for Brasil – Europa – Brasil não é necessário, apenas se for voar pela Europa. Lembre se de telefonar antes e fazer a reserva de espaço. A maioria da companhias aéreas européias também cobram o transporte da magrela, ai é Euro, a brincadeira fica mais cara.

Certifique se sempre antes de embarcar, ou melhor antes de comprar a passagem porque o transporte da magrela poderá ajudar a definir a escolhida.

Saiba exatamente qual é a regra para o transporte da bicicleta, assim você não irá pagar taxas a mais.

Tive sempre uma expêriencia ótima com a TAM. Na simpática aerolinha a bicicleta conta como um volume qualquer. Ou seja, se você estiver dentro do volume e quilos permitidos sua bicicleta irá viajar com você “de graça”. E mais; não é preciso embalar, pode despacha la montada, apenas será necessário tirar os pedais (se não forem clip) e murchar os pneus. Cuidado com isso! Se o seu pneu for tubeless peça para que não esvaziem mais do que já foi esvaziado, caso contrário você corre o risco de perder o líquido.

Interessante a experiência que tive semana passada e foi o que me fez escrever essa matéria.

Saí do Brasil com destino aos EUA, a cia UNITED AIRLINES. No Brasil me cobraram uma taxa de U$ 50 pelo transporte da Bike, estranhei porque as companhias americanas sempre cobram U$ 150 – 200. A Senhora que me atendeu, me explicou que para o Brasil o valor era menor. Imaginando que podia ter problemas futuros logo fui me informei se na volta o valor seria o mesmo. Tive a resposta afirmativa e perguntei se ela poderia imprimir as normas para mim. Ela disse que não seria necessário pois todos os atendentes do check in tem acesso a essas informações no computador. Tratei de guardar o comprovante do pagamento.

Dito e feito. Na volta, não só o moço que me atendeu, como mais três pessoas que trabalham na UNITED AIRLINES queriam me cobrar a taxa de U$ 200 normalmente cobrada por eles para transportar a bike para qualquer lugar.

Demorou algo em torno de 30 minutos, até que depois de muita insistência minha, a mulher procurasse aonde estavam as regras do BRASIL, e sem jeito num tom doce de voz baixa assumisse que eu tinha razão.

Então quando for viajar de avião com sua bicicleta, antes de comprar a passagem, certifique se quais as companhias aéreas são “bike friendly”. Imprima as normas e Boa Viagem!

Quer ver a postagem sobre Receita Federal? Clique aqui.