R$ 660 mi em multas e nada para as coclovias!

São Paulo não está preparado para o tráfego de bicicletas. Faltam investimentos e treinamento para os agentes de trânsito, que sequer têm autorização para aplicar multas aos motoristas que desrespeitam a distância mínima de 1,5m entre veículos e bicicletas.

Dos R$ 660 milhões que devem ser arrecadados com autuações neste ano, não há nenhum centavo previsto para ciclovias, educação no trânsito e prevensão, segundo levantamento do vereador Chico Macena (PT).
Além disso agentes da CET afirmam que não estão preparados para lidar com os ciclistas. Segundo eles, bicicletas e carros disputam o mesmo espaço e a CET não oferece nenhum treinamento para que eles possam mediar esse conflito.

O problema se agrava porque o número de viagens diárias de bicicletas realizadas na cidade dobrou em 10 anos, passando de 162 mil, em 1997, para 305 mil, em 2007. No ano passado, 49 ciclistas morreram nas ruas de São Paulo. Para o engenheiro José Mario de Andrade, especialista em trânsito,as autoescolas também não orientam os futuros motoristas sobre como dividir as ruas com bicicletas. “Falta investimento na formação de todos os envolvidos com o trânsito em São Paulo.”