Foi o segundo ano que participei do Suntour Short Track, na fazenda São Silvano. Mesmo não sendo minha especialidade, é uma prova que eu adoro fazer porque reune a elite do mountain bike num local cheio de charme. Um evento exclusivo. Nesse clima todo a integração dos participantes é total.

Conheci pessoalmente toda equipe da Rocky Mountain Brasil, que me acolheu com goles de champagne dividindo o gostinho da vitória do Sherman na elite. A Rocky Mountain seja no Canadá, em Portugal ou Brasil, divide o amor pela bike, e quem convive com o grupo unido percebe que indepentende do país, o espírito LOVE THE RIDE cria uma liga diferenciada! Ou seja, eu estava em casa.

Na bateria das mulheres, a colocação parecia estar definida antes mesmo da largada. Dificilmente Erika Gramiscelli perderia. Eu só implorava para ela não dar volta em mim. Sim! O circuito tinha 2 km, em 45 minutos de sprint, eu teria que pedalar muito para sobreviver.
Em vão. Na minha penúltima volta nossa campeã passou soberana por mim.
“Erika poxa! A gente tinha combinado…”
“Ah Luli dá uma buzinadinha para mim!”

E com esse espírito fair play termina a prova, ou melhor o desfile da mulherada do mountain bike. O show fica por conta de Maria Alice Frontini e Fabiola Luz da Trindade iniciantes que participaram da prova mostrando que o importante é competir e desafiar seus próprios limites.

LOVE THE RIDE!