Eu poderia escrever a continuação da nossa aventura; saindo de Beja quase as 10 h da noite, procurando lugar para acampar prá lá da meia noite em Castro Verde, eu torcendo para acamparmos atrás da Igreja mas feliz por acabarmos num hotel…

…podia escrever do dia seguinte que além de todo o trem que a gente pegou, pedalamos para direção errada…

…poderia contar, ou não todos os cachorrinhos e gatinhos que cruzei pelo caminho…

…que o trem regional tem lugar para bike e no inter-cidades não… 
…poderia contar que comemos o famoso frango de Guia…

Mas não vou. Vou só deixar registrado para vocês que nesses 4 dias foram 261 km pedalados e dois grandes empenos. Posso contar lhes também que o João com atrelado cheio e mochila pesada pedala muito mais rápido que eu com pneus lisos.

Assim na velocidade que João pedala passaram se incríveis quatro dias. Das paisagens inesquecíveis de mais um pedacinho de Portugal que eu ainda não conhecia.

Amanhã voltamos para Amarante num misto de comboio e bike novamente, dessa vez,se o João não estiver a me enganar pedalaremos menos.

Logo mais nossa aventura parte para Holanda. Não saiam daí!
João não só pedala mas escreve bem melhor que eu. A parte dois da viagem tá aqui!