“Deus escreve certo por linhas tortas” 

Quando João e eu decidimos fazer essa viagem de Norte a Sul de Portugal fizemos questão de ir de comboio porque acreditávamos que a combinação de comboio e bike era um exemplo sustentável.
Antes de ir o João contactou a CP (Comboios de Portugal) para saber como isso poderia ser feito e logo de saída já foi avisado que iria ter problemas. 
O curioso aqui de Portugal é que os trens regionais tem um espaço reservado para as bicicletas, esses trens percorrem distancias pequenas que ironicamente poderiam ser feitas de bike. Os comboios inter-cidades são os tais que não aceitam as bikes.
Na ida da nossa viagem conseguimos pegar os trens porque nos deparamos com pessoas sensatas que viam que estávamos dispostos a fazer isso de uma maneira que não atrapalhasse ninguém (tiramos as rodas das bikes e as guardamos desmontadas no espaço reservado para as malas).
Mas Deus tinha outros planos para nossa viagem de volta; no ultimo trecho fomos barrados na plataforma por cobradores da CP muito mau educados que não fizeram questão de escutar ou conversar. 
Isso nos despertou a vontade de lutar! 
Os comboios da CP andam para trás por isso foi criada uma página no facebook para o movimento pró bicicletas nos comboios de Portugal! 
Leia mais sobre no blog do João Marinho.E vem com a gente nessa!