Decidimos em cima da hora que iríamos correr a EXPEDITION
ONE. Parece que não existe um  final de
semana sem programação para corredor de aventura. Eita racinha que não consegue
ficar parada!

“Bora lá Dri, equipe Flower People na parada!”.
 Expedition One uma
prova de bike, corrida e navegação para principiantes.
“Ta bom, ta bom, nós não somos “tão” principiantes assim,
mas se vocês derem um desconto e lembrarem que o que manda na prova é
navegação, as duas loiras são café com leite.”.

Eu nunca consegui ser a navegadora oficial das equipes de
aventura com que corri. Também pudera! Que três marmanjos deixariam uma mulher
tomar conta de um mapa?
Sete horas da manhã estávamos na Aldeia da Serra, base de
largada do desafio. Seriam 25 k divididos nas duas modalidades com navegação.

Uma breve estudada no mapa. Arrumar as bikes, comidas e
água. A Dri sai para dar aquela corridinha para esquentar os motores e prontas para
largar!

O primeiro trecho era corrida, largamos com o pelotão da
frente. Naquela adrenalina de largada é difícil não ir com o bolo, e o caminho
escolhido pelos outros acabou virando o nosso.

“Caramba acho que estamos virando muito a direção.”
De repente demos de cara com a bandeira da Kailash, o
segundo  PC que era virtual. Pelo menos
aquilo logo me deu uma boa noção de onde estávamos no mapa.
“Dri, corre estamos no PC2 temos que ir buscar o um, sei bem
onde estamos.”.
A Dri e eu seguimos correndo até o PC 1, na beira de um
lago, como tinha uma referencia visual forte não foi difícil encontrar, e como
já tínhamos passado pelo PC 2 os caminhos estavam claros. Agora era voltar para
a largada aonde pegaríamos as bikes para o trecho seguinte.

Como muitos atletas também tinham se perdido, nós chegamos
muito bem classificadas na transição. Pegamos as bikes e seguimos para o PC4.
Quando desse 2,2km no odometro teríamos que virar a esquerda
numa porteira fechada. A quilometragem bateu exatamente em cima de uma porteira
mas não estava com a menor cara de estar certo. Como nós não vimos entrada antes,
decidimos seguir:
“Hum! Deve ser mais para frente.”.

Na porteira seguinte entrei com toda certeza do mundo e
depois vendo carros da organização e equipe médica, confirmei que estávamos na
trilha certa.
“Certo? Errado! Mais uma vez estávamos perdidas!”

Quando cruzamos com outras equipes vindo na nossa direção
descobrimos que o PC tinha ficado para trás. Depois de voltar e achar o
misterioso PC4 não foi difícil chegar no PC5 e PC6. No PC6 a organização nos esperava
com umas tarteletes com açaí bem geladinho.

No PC7 era hora de mais uma vez deixar as bikes e sair para
outro trekking, incentivadas pelo Rafa e a Bia que estavam na torcida seguimos
correndo para uma volta não muito longa.
Algumas dúvidas na navegação e paradas para analisar o mapa,
mas logo estávamos no rumo certo. De volta as bikes agora era seguir para o
PC11 entrar em uma trilha e depois pedalar para a chegada.

Cruzamos o pórtico em sétimo na geral e em primeiro na
categoria dupla feminina!
Fomos recebidas com uma Coca-cola gelada em um delicioso
pedaço de pizza. Ainda ganhamos a inscrição para a corrida de montanha do ECOMOTION em Paraty em outubro. Eu digo, a gente tenta ficar parada e não consegue! =)

Expedition One aprovada; organização impecável, percurso
caprichado, uma prova curta, porém exigente!  
Assim foi, mais um sábado perfeito cheio de aventura e amigos.
Valeu!