Não foi preciso caminhar. Fitz Roy já nos dava um “Bom dia” ensolarado e de longe fazia seu convite: “Podem vir! Hoje vai ter show!” O destino do dia seria uma trilha de aproximadamente 10 k até a Laguna de los três, que fica aos pés do famoso pico.

A primeira parada é a laguna Capri, sem dúvida o ponto mais bonito de todo o trekking. Quando chegamos lá estava sem vento a beleza era dobrada! Bem ao meio do percurso de ida, hora de sentar às margens e fazer um lanchinho antes de seguir caminho.

A trilha segue e a aos poucos vai ficando mais branquinha de neve. O caminho lembra um jardim japonês, parece que foi projetado para que a cada trecho a natureza surpreenda de forma nova.

Até Poincenot, outro ponto de beleza estratégica, o percurso não apresenta muita altimetria, são nos últimos senão no ultimo quilometro que a coisa aperta! A trilha fica ingríme…
…cheia de neve, e mesmo nessa situação é possível entender para onde seguir.As trilhas continuam muito bem sinalizadas e marcadas. A escalada final para chegar na Laguna de los tres é reconpensada.
Mais uma vista de encher o coração de vida! Ê mundão!
Obrigada Fitz Roy!