Largada / Chegada: Mucugê
Distancia 18,6 km
Ascensão acumulada: 307 m
Tempo Limite: 3 hs 
Tempo de prova 2:47 hs
Foto Igor Schifris / Brasil Ride

Não. Não treinamos no prólogo. Já imaginávamos o que vinha pela frente pelo que competimos em 2010, mas dessa vez estávamos de tandem, e isso poderia ser um pouco diferente.
A largada era por horário de acordo com ordem de numeral. À 13:39 h largamos, empolgadas em acelerar e testar as habilidades em cima da bike dupla.

O prólogo da Brasil Ride é bem técnico; cheio de pedras areião e singletracks. Fomos nos arriscando bastante e estávamos bem confiantes. Talvez nos arriscado demais.
Num desses downhills cheio de pedras a bike quicou e a gancheira bateu com tudo em uma grande pedra.

Concusão no quilómetro 7 estávamos sem meio de transporte. Vários atletas pararam para ajudar a gente. Incrível como em uma competição de mountain bike existe essa solidariedade e mesmo competindo contra o relógio muitos paravam para ajudar.

O câmbio entrou dentro da roda, a gancheira entortou. O quadro não era dos melhores, mas estávamos no dia certo para isso acontecer, afinal teríamos que correr apenas 13 k!

Quando isso aconteceu a nossa prova mudou, começamos a nos divertir. Primeiro tivemos que improvisar como prender a gancheira no quadro. A Dri logo lembrou que tínhamos nossos elásticos de cabelo. Pronto! Colocamos a corrente no bolso de trás guardamos a gancheira torta os parafusos e seguimos empurrando a bicicleta.

Desenvolvemos várias técnicas.
Tecnica 1: Patinete as duas empurram a bike em cima dela, como se a tandem fosse um enorme patinete.
Tecnica 2: Uma senta e a outra empurra a bike. Essa a gente conseguia aplicar quando a bike perdia o embalo de uma descida na subida seguinte a de trás descia e a da frente continuava sentada.

Ali funcionando como um verdadeiro time, unimos as nossas forças e lutamos contra o relógio, teríamos que terminar o prólogo antes de 3 horas de prova.

Seguimos assim dando risada e dando passagem à todos os atletas que vinham atrás!
Cruzamos o pórtico prontíssimas para a dancinha tradicional da equipe.
Brasil Ride, ninguém falou que ia ser fácil!

Primeiro perrengue concluído! agora a nossa super bicicleta está nas mão do melhor mecânico do mundo e amanhã com certeza estará como a gente: Pronta para largar!