Largada / Chegada: Rio de Contas – Rio de Contas
Distancia: 34,6 km (5 voltas de 7 km) Distancia percorrida 15.08 km (2 voltas)
Ascensão acumulada: 915 m 
Foto Fabio Piva / Brasil Ride
O Começo do dia foi animador: “Devido às condições durissimas de calor da segunda etapa, nenhum atleta que pegou corte seria desclassificado.”
Decisão da organização e da UCI fez com que o astral de Rio de Contas se restabelecesse novamente. 
O terceiro dia de prova da Brasil Ride é um percurso de sete quilometros de XCO, a prova termina quando o mais rápido completar as 5 voltas. Como nosso objetivo é teminar o desafio de sete dias, aproveitamos o dia de hoje para tentar nos recuperar da guerra de ontem, e descansar para mais uma longa jornada de amanhã.
Na metade da primeira volta já estávamos tomando volta dos líderes. Incrível ver os profissionais acelerando. Daí em diante a gente esperava terminar a ‘serie’ de onda e entrava nos singles para pedalar mais um pouquinho.
Claro que paramos muito mais para fotos e continuar nossa torcida pelos líderes e os amigos. Na Igrejinha o ponto mais alto do percurso começamos a ficar na dúvida se podíamos dar apenas uma volta ou se precisávamos ir para a segunda. Na duvida acelera ai e vamos para mais uma voltinha.
Foram duas voltas e duas horinhas de pura diversão e nada de perrengue (serío? Depois dos dois primeiros dias ficamos até desconfiadas)
Agora é hora de se hidratar, comer e colocar as pernas para cima porque amanhã o perrengue estará de volta! 
Obrigada à todos os que tem acompanhado e deixado mensagens tão carinhosas aqui! 
Quando pedalamos vocês todos estão nas trilhas com a gente!
Não saiam daí!