A calorosa recepção dos atletas acontece na oficina de turismo local, os kits são entregues com uma camiseta de bike do desafio, o rastreador gps e passaporte onde serão colados os lindos selos na conquista de cada aldeia histórica.

Cada atleta tem um nome, de um personagem importante da historia de Portugal. Eu, sou Ines de Castro, sim ela mesmo a que deu origem ao “Agora Ines é morta.” ja fui pesquisar minha personagem, antevejo sofrimento! Ja a afortunada Dri, boa como ela so, é D. Isabel de Aragão uma das rainhas de Portugal. Nossas coroas de princesas nos caem bem, dessa vez a capa deu lugar a outros apetrechos!

No final do dia dentro da torre do Castelo, um briefing detalhado sobre a aventura de oito dias que iremos enfrentar e um jantar onde organização e atletas confraternizam e ja trocam expectativas.

A gestão do percurso é de cada aventureiro. Nos pretendemos seguir a sugestão da organização, e se efetivamente conseguirmos, amanha o dia tem 80 k com 3 mil de ascensão. Serra da estrela, a mais alta de Portugal continental, exige que o nosso dia comece com 20 quilómetros de subida. Vrige!

Amanha voltamos e as expectativas ja começam a dar forma a aventura. Não saiam dai!