Raya and Sisu’s 10 K WDW

PRÉ PROVA

“Quem é essa mocinha? A Pocahontas?”

A pergunta deixava claro que para encararmos mais uma corrida na Disney era melhor a gente estudar!

“É a Raya!”

O tema da corrida de 10k foi a inspiração para as fantasias, mas só após uma negociação.

“Aproveita seu vestido azul de Elsa e transforma em Sisu.”

“Nem ferrrandoooo (para não escrever outra coisa) que eu vou correr de chifres!”

E assim, sobrei eu. 

A confecção das fantasias é o que consome todo o nosso gasto de energia e planejamento. Treinar pra quê?

Claro que o processo também envolveu assistir a animação “Raya and the last dragon.” Que coincidentemente resolvemos assistir no mesmo dia. Pura conexão!

***

A PROVA 

Fomos para o Epcot com mais amigas, e por questão de segundos, Simone e eu perdemos a entrada da nossa largada no A! 

“Ah não!”

Queríamos largar na frente para não pegar trânsito: “lá vamos nós ter que correr na grama como usualmente!”

Entrar pelo B nos posicionou na frente do palco. Ouvir o hino americano cantado à capela me fez chorar que nem criança. Os que acompanham aqui os relatos das corridas da Disney sabem; a hora do hino parece sempre ser a mesma história. 

E M O C I O N A e muito. 

As fantasias parecem cada vez mais criativas e mais abundantes. Claro que Raya e sua turma hoje dominavam a multidão, mas não faltam princesas e personagens representados das formas mais criativas possíveis.

“Largou!”

O plano era corrermos juntas mas já logo no começo, nos perdemos.

A minha largada foi coração na boca, e meu corpo não estava respondendo lá essas coisas. 

Nunca pegamos tanto calor aqui. A peruca, eu já sabia; iria ser o grande desafio, mas não imaginava que a luva ia me fritar!

Quilometro 1

“Cadê a Raya?” _ enquanto encarava correr na grama para tentar desviar da multidão.

Quilometro 2

O sofrimento já era tanto no dois que o pensamento já foi até pro dia seguinte.

“Como é que a gente vai correr 21?”

Quilômetro 3

“Vou desmaiar de calor!”

Achei que tirar a luva poderia dar uma aliviada, já que a peruca não era negociável. “Eu desmaio, mas não tiro a peruca!”

Quilômetro 4

Falta menos para entrar no parque e começar a me distrair.

Ouvi vários incentivos “Run, Sisu!” A torcida na Disney é sempre das melhores.

Quilômetro 5

“Meu pace caiu.”

Joga água na cabeça e torce para água molhar o couro!

“Agora estou entendendo meu personagem!” Óbvio que a Sisu ama água! Sobreviver com esse tanto de pelo?! Haja!

Virei um copo e segui com o pouco alívio que me chegou.

Quilometro 6

Põe a luva de novo porque no parque tem sempre fotógrafo!

Nem me dei conta que estava no Hollywood Studios! As filas para tirar fotos com os personagens estavam tão grandes, que parar não era opção.

Quilômetro 7

“Só faltam três milhas, mas lembre se; você pagou para estar aqui e pagou caro! Então tira a cara de sofrimento e finge que está se divertindo!”

As palavras da DJ que ficava animando o caminho para o Epcot arrancavam risadas de muitos.

A gente se diverte sofrendo, vai entender!

Quilômetro 8

Já estava meio baralhada tentando acelerar. Impossível! 

Quilômetro 9 e 10

EPCOT trecho final!

No último, o corpo esquece (obviamente) do impossível, e sem que a gente perceba nosso corpo acelera!  

Com 52 minutos e 15 segundos termina o sofrimento, ou seria a diversão?! Hihihi 

Raya logo em seguida cruza a meta e o abraço suado a melhor das comemorações que se pode ter! Com a medalha mais linda no pescoço “Siga tirar mais fotos!”

Feliz aniversário mana! 

Não saiam daí, a comemoração continua amanhã!

RELATED POSTS

LEAVE A REPLY

2 Responses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

@FLOWERPEOPLETEAM

COME WITH US!

PARTNERS