SUP DOURO PADDLE RACE

fotos organização e arquivo pessoal

Foi com pouca antecedência que descobrimos e decidimos encarar a competição de stand up paddle no rio Douro.

Uma ideia lançada no grupo da Flower People X e pronto já tínhamos equipe!

Na manhã da prova percebemos pela prova de sprint que as nossas infláveis iriam disputar com pranchas estreitas de carbono, mas nada que já não imaginássemos.

Mesmo com a inscrição tardia a organização se disponibilizou em emprestar pranchas a quem quisesse competir. 

Eu optei em usar a minha race inflável porque sabia que conseguira puxar mais do que a redonda prancha rígida que disponibilizavam. Nuno reservou uma deles para encarar o rio, o Bruno desistiu.

A largada era na Praia do areinho em Oliveira do Douro. 

Pouco antes do horário marcado, Nelson apareceu de moto e calças jeans para dar apoio e torcer, mas o ambiente desportivo aliado a possibilidade de poder remar no “quintal de casa”  fez com que ele passasse de torcida à atleta em alguns quartos de hora.

Mais uma vez a organização disponibilizou se em deixar alguns atletas e entusiastas a inscreverem se na última hora. Obrigada!

Poucas regras, duas boias de sinalização (no percurso todo), muitos barcos, linhas de pesca e “Seja o que Deus quiser!”

A primeira bóia era no sentido contra deveríamos contorna lá e depois disso seguir rumo a foz do Douro. Assim já foi possível ver onde estava posicionada; “1,2,3,4,5… sou a sexta!”

Pouco depois que virei na boia para descer rumo a Marina, já consegui perceber que a disputa seria pelo quarto lugar.

As duas primeiras em suas pranchas de carbono abriram muito, a terceira ainda se via. Seguimos quatro meninas bem emboladas na disputa de braço pela quarta posição.

Minha estratégia foi “azimutar” e cortar as curvas do rio mesmo que isso implicasse desafiar alguns enormes barcos de turismo, típicos do Douro.

Estamos remando entre duas cidades Porto e Gaia, num dos lugares mais turísticos e lindos de Portugal.

Os barcos pareciam mais assustados que as pranchas. Diminuíam a velocidade, alguns até buzinavam na torcida enquanto em torno de quarenta aventureiros com coletes amarelos espalhavam se a gosto por todas as partes do rio.

Minha disputa continuava com Indira e as duas irmãs gêmeas de onze anos (sim vocês leram direito!) Vivian e Carina são campeãs ibéricas e nacionais de jiu-jítsu e atletas de stand up paddle, remam muito! 

Da metade do percurso em diante eu seguia Carina. Vivian e Indira seguiam atrás. Nós quatro finalizamos a prova com diferenças de 30 segundos entre uma e outra. 5o lugar é cor de rosa!

Nuno e Nelson chegaram em seguida mostrando que o querer comanda muitos desafios!

Foram 6 quilômetros muito divertidos e memoráveis!

Chegamos e fomos recepcionados por uma torcida e família unida na praia que fez o dia valer ainda mais! 

Obrigada māe, André, Marta, Bárbara, Francisco, Ilídio, Lurdes, Carlos, Rui. 

Foi um dia de estreias, de novas experiências de se arriscar.

Quanto a organização da prova estão de parabéns, porque foram lá e fizeram essa primeira edição acontecer, com alguns pontos a melhorar numa próxima. Próxima essa que estaremos presentes, sem duvida, para juntos ajudarmos a divulgar nosso esporte que tem tanto potencial nesse país. 

Que venham mais aventuras em turma!

RELATED POSTS

LEAVE A REPLY

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

@FLOWERPEOPLETEAM

COME WITH US!

PARTNERS